08
jul

Mulheres agredidas receberão aparelho que avisa quando o agressor estiver por perto

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) irá investir em um novo aparelho para proteção das mulheres vítimas de agressões. O funcionamento do dispositivo será determinado junto com a Justiça do Rio.

Os agressores passarão a usar tornozeleira eletrônica, e as vítimas receberão um aparelho que emite alertas se o violentador estiver por perto.

A distância que vai fazer o dispositivo ser acionado deve ser de 200 metros.

Neste primeiro momento, 20 aparelhos foram disponibilizados e 2 pessoas já começaram a usar.

De acordo com o Dossiê do Instituto de Segurança Pública, a cada cinco dias, uma mulher é vítima de feminicídio no Rio de Janeiro. O estudo também aponta que no ano passado, 71 mulheres foram mortas pelo mesmo crime.

Para o secretário da Seap, Alexandre Azevedo, “tornozeleira eletrônica, que já é utilizada no nosso sistema desde 2011, fará com que o Estado do Rio de janeiro atue de maneira mais repressiva no combate à violência contra a mulher”.

Cerca de 20 mil penitenciários receberam a tornozeleira nos últimos quatro anos.

O dispositivo também ajuda as autoridades a controlar o agressor, disponibilizando local percorrido e os horários.

 

Dra. Patrícia Ferreira

OAB/RJ 209.366